...
 

Acreano é destaque na narração do rodeio na ExpoQuinari



A fé, e a emoção que costumam marcar cada edição de um rodeio também faz parte do trabalho de pessoas que são apaixonadas pela prática e fazem da voz o instrumento para levar um espetáculo à parte. É assim que vive o acreano Zeca Barros.


Criado em uma fazenda em Capixaba, desde cedo em contato com a vida no campo ele relembra que falar rodeio começou como uma brincadeira e de repente ele estava em um rodeio, depois em outro e agora roda todo Acre, além dos estados do Amazonas, e Rondônia.


“Acho que tudo na vida é uma questão de dom. E a gente explicar como descobriu é muito difícil. Tudo acontece. Na verdade, foi com uma pequena brincadeira e um rodeio e outro rodeio. Para mim, narrar rodeio, hoje, é uma coisa que gosto de fazer, é gratificante, eu amo falar rodeio. Falo com o coração”, contou Barros.

0 comentário