Em reunião com sindicato, educação busca entendimento para efetivar o PCCR da educação municipal.




As conversas têm acontecido desde outubro do ano passado, logo após o aumento de R$600,00 concedido pela prefeitura aos professores.


A secretaria de finanças do município diz que não pode ultrapassar os limites legais sob pena da prefeitura ser incluída na lei de responsabilidade fiscal, que pode impedir que a gestão tenha acesso a benefícios federais, mas que busca atender às solicitações do sindicato de acordo com a lei.


Luiz Carlos, presidente do Sinteac, disse que há anos a categoria busca a reformulação do PCCR da categoria. Ele acredita na sensibilidade da prefeita. "Buscamos também um novo auxílio, algo parecido com que ela própria nos deu o ano passado", dsse ele.


Zezinho Martins, secretário de Educação, disse que as conversas avançam, que existe boa vontade em ambas as partes, e que no final o bom senso vai prevalecer.


Segundo ele, é um desejo da prefeita encontrar uma saída que satisfaça a todos. “Rosana vem cumprindo todas as suas promessas com relação à educação até o presente momento”, finaliza

0 comentário